quinta, 05 de setembro de 2019 - 04:04h
GTA REALIZA TREINAMENTO PARA COMBATER INCÊNDIOS FLORESTAIS
Ação utiliza um reservatório de lona, com capacidade para 820 litros de água, com objetivo resfriar áreas com focos de queimadas.
Por: Rita Torrinha
Foto: Netto Lacerda - Ascom/Sejusp
Equipe do GTA, Corpo de Bombeiros e militares do Exército Brasileiro presentes à ação de treinamento.

Agentes do Grupo Tático Aéreo (GTA) do Amapá estão em treinamento para atuarem em ações preventivas contra possíveis queimadas no Estado. Nesta quarta-feira, 4, os 30 integrantes da unidade realizaram uma simulação de operação com o “Bambi Bucket”, que é um reservatório de lona, com capacidade para 820 litros de água, utilizado para controlar focos de incêndios em áreas urbana e florestal.

A atividade está entre as ações coordenadas pelo Exército Brasileiro, dentro da Operação Verde Brasil, conforme as medidas da operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), decretada pelo presidente da República Jair Bolsonaro para combater queimadas e desmatamentos na Amazônia Legal. O Amapá aderiu à GLO com foco nas ações preventivas e educativas.

O treinamento do GTA teve início na segunda-feira, 2, e terminou nesta quarta. Pela manhã, no Hangar do Aeroporto Internacional de Macapá; à tarde, houve uma demonstração da estratégia na 22º Brigada de Infantaria e Selva, para o comando do Exército no Amapá.

O exercício, que utilizou o helicóptero “Gavião 01”, foi realizado mais de uma vez e contou com a participação de pilotos em comando, copilotos e da equipe operacional do GTA.

“A forma correta de fixar o aparelho na aeronave foi minuciosamente explicada aos participantes durante a orientação teórica, bem como todos os demais detalhes, como os instrumentos e tudo o que envolve a operação. Nossa missão é resfriar a área para facilitar o trabalho das equipes de terra, além de monitorar a região e transportar equipes”, garante o coordenador do GTA, comandante Ajaje Rachid.

O “Bambi Bucket” tem como principal objetivo captar água da fonte mais próxima do foco de incêndio e lançar sobre a área atingida. O procedimento é fundamental no apoio à equipe de solo.

“Para nós, a importância do GTA é muito grande porque o vetor aéreo, no uso de helicóptero, potencializa as nossas ações. Permite chegar em lugares com maior rapidez, ter acesso a áreas de difícil acesso e, principalmente, é um instrumento de reconhecimento aéreo. É um veículo que potencializa as operações de combate ao fogo e de inteligência em reconhecimento”, resume o general brigadeiro Luiz Gonzaga Viana, comandante da 22º Brigada de Infantaria e Selva.

O trabalho integrado das várias agências de Segurança Pública, sejam elas da esfera estadual, sejam da esfera federal, lança novo olhar sobre o controle de crimes na Amazônia. Para o comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Amapá (CBM/AP) e coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil, coronel Wagner Coelho, a prevenção é o fator principal.

“Se comparado a 2018, estamos com um número muito abaixo de foco de queimada, mas temos previsão de que a temporada de calor aumente a partir de agora, setembro, quando a incidência da chuva diminui. Todos os órgãos, civis e militares, estaduais e federais, trabalham integrados. Todos os órgãos de Segurança do Governo do Amapá estão atentos às necessidades da Amazônia”, finaliza o coronel.

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

SEJUSP - Secretaria de Justiça e Segurança Pública
Av. Padre Júlio Maria Lombard, 810 - Central, Macapá - AP, 68900-030 - (96) 3333-3333 - izael_marinho@yahoo.com.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2019 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá